RÚSSIA LANÇA NOVA GERAÇÃO E CONTÊINERES PARA ARMAZENAMENTO DE COMBUSTÍVEL NUCLEAR

RÚSSIA LANÇA NOVA GERAÇÃO E CONTÊINERES PARA ARMAZENAMENTO DE COMBUSTÍVEL NUCLEAR

 

ass

Foto: Petronotícias

O Centro Federal para a Segurança Nuclear e Radiação da Rússia (FCNRS), Rosenergoatom e Mayak Production Association completaram os chamados “testes quentes” para os barris TUK-141O para o transporte de combustível nuclear usado. Os russos estão considerando do novo equipamento como uma “nova geração de contêineres”. Eles substituirão  a 13ª série de contentores de transporte, já licenciados para mover conjuntos de combustível usados de reatores VVER-1000. Na Rússia, o TUK – conjunto de embalagens de transporte – são usados para transportar combustível nuclear usado. Vários conteireres TUK-13 se encaixam em um recipiente ou transportador TK para transporte ferroviário.  Cada contêiner  tem capacidade  para cerca de 6 toneladas de combustível. O TUK-141O é para substituir o modelo mais antigo do combustível VVER-1000, tanto na Rússia como no exterior. Cada um deles TUK-141O pesa mais de 100 toneladas, possui 18 conjuntos de combustível VVER pesando 9 toneladas,  projetado para combustível mais quente – até 36 kW de carga de calor. A série TUK-14 também está mais blindada e pode transportar combustível VVER-1200.

O novo contêiner  foi utilizado com sucesso pela primeira vez para transportar combustível irradiado da usina nuclear de Balakovo, no distrito de Saratov, em Chelyabinsk, perto das Montanhas Urais, entre 19 e 22 de setembro. Em Mayak, os testes quentes prosseguiram e o contêiner foi recarregado para um transportador ferroviário.  Em 26 de setembro, as montagens de combustível usadas foram descarregadas e colocadas em uma piscina de armazenamento onde permanecerão até serem processadas.

O diretor-geral da FCNRS, Andrey Golini, disse que  “A exportação bem sucedida de conjuntos de combustível usados em um TUK-141O é a melhor prova de que é seguro, atende todos os requisitos necessários e pode ser usado para substituir a atual frota de contêineres”.

Anatoly Zubkov, designer do TUK-141O, disse que os recipientes da geração anterior foram desenvolvidos na década de 1980 e que, desde então, os requisitos nacionais e internacionais para o transporte de combustível nuclear usado haviam mudado:  “Tornou-se necessário mudar para projetos mais avançados que atendem aos padrões e regulamentos modernos internacionais e russos para o transporte de combustível nuclear usado. O TUK-141O possui uma capacidade maior e pode armazenar 18 em vez dos 12 conjuntos de combustível usados. O tempo necessário para o trabalho de manutenção preventiva em uma unidade de energia nuclear “.

A Rússia tem 35 reatores VVER-1000 que produzem mais de 200 toneladas de combustível nuclear usado a cada ano. Além disso, mais de 6300 toneladas de combustível nuclear usado de reatores VVER-1000 foram acumuladas na Combinação de mineração e química em Zheleznogorsk, perto de Krasnoyarsk, na Sibéria. Mayak processará até 400 toneladas por ano de combustível nuclear usado de vários tipos, incluindo VVER-1000. O design do TUK-141O acelerará o trabalho graças à sua maior capacidade.

Fonte: https://www.petronoticias.com.br/archives/103765