ABDAN propõe consórcio de cidades prejudicadas com a paralisação das obras de Angra 3

ABDAN propõe consórcio de cidades prejudicadas com a paralisação das obras de Angra 3

Os esforços da ABDAN para a retomada das obras de Angra 3 foram destaque hoje, 25/10, na coluna do jornalista Ancelmo Góis, em O Globo. A nota destaca que a paralisação na construção de Angra 3 está movimentando o setor nuclear em busca de esforços para tornar possível a retomada das obras da usina.

Com esse objetivo, a ABDAN irá propor a criação de um consórcio de cidades prejudicadas com a interrupção das obras. A conclusão do projeto de Angra 3 trará consideráveis benefícios econômicos ao Rio de Janeiro. Segundo estudo, o investimento na usina nuclear representaria um efeito multiplicador no PIB nacional de duas vezes o que foi gasto. Além disso, mais de R$ 4 bilhões de impostos e mais de 9.000 empregos diretos e indiretos seriam gerados com a conclusão das obras.

Nota Ancelmo Gois a respeito criação de um consórcio de cidades prejudicadas com a interrupção das obras de Angra 3.